logo

terça-feira, 27 de junho de 2017

[polícia] Apicultor é morto a tiros na zona rural de Mossoró, RN


O ex-candidato a vereador de Mossoró pelo Partido dos Trabalhadores, o apicultor Antônio Soares Filgueira, 42 anos, foi morto a tiros no final da noite desta segunda-feira (26) no assentamento Maísa, zona rural de Mossoró - município da região Oeste potiguar.

Conhecido como Raul, o homem foi encontrado já sem vida pelos moradores da região, numa estrada de terra, ainda vestido com o macacão de proteção utilizado para o manejo com as abelhas. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo quando voltava do trabalho.

O crime ocorreu por volta das 23h. Comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, major Maximiliano Fernandes informou que a vítima já tinha se envolvido com um homicídio no passado, mas ultimamente não tinha problemas com a Justiça. Uma das linhas de investigação considera a possibilidade de vingança.

"Populares informaram que ele era uma pessoa de bem, que não era envolvida em crimes e tinha bom relacionamento com todos. Mas no passado ele teve envolvimento em um caso de assassinato. É possível que tenha sido vingança", considerou.

Raul teria matado o próprio cunhado a tiros. Na ocasião, ele se apresentou voluntariamente à polícia e disse que reagiu a uma tentativa de homicídio. A arma usada no crime teria sido comprada depois que ele sofreu ameaças.

Ele foi candidato a vereador de Mossoró em 2016, pelo PT, e obteve 157 votos.

[política] Temer ‘ludibriou os cidadãos brasileiros’, afirma Janot

Na denúncia que enviou ao Supremo Tribunal Federal nesta segunda-feira, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que o presidente Michel Temer “ludibriou os cidadãos brasileiros e, sobretudo, os eleitores, que escolheram a sua chapa para o cargo político”.

A frase foi dita pelo procurador-geral para justificar o pedido de que Temer pague uma indenização de R$ 10 milhões, por “danos morais coletivos”.

Janot afirmou que o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, que também foi denunciado, foi um “executor de práticas espúrias de Michel Temer” e ressalta que ele também “violou a dignidade do cargo que ocupou”. Janot que que o ex-deputado pague R$ 2 milhões.

Para o procurador-geral, não há dúvidas de o delito que teria sido cometido pelos dois “causou abalo moral à coletividade”. Janot considera ainda que os fatos “ajuda a comprometer a imagem da República Federativa do Brasil, do parlamento, da Presidência da República”.

“Os crimes praticados à sorrelfa, valendo-se de seus mandatos eletivos, possuem alto grau de reprovabilidade, causam comoção social, descrédito, além de serem capazes de produzir intranquilidade social e descrença da população, vítima mediata da prática criminosa de tal espécie”, diz o documento.

Além de oferecer a denúncia contra o presidente, Janot também solicitou a abertura de um novo inquérito contra Temer, para apurar suspostas irregularidades no setor portuário.

Fonte: O GLOBO

[política] Polícia Federal diz que Temer incentivou ‘pagamentos ilegítimos’ a Eduardo Cunha

A Polícia Federal concluiu, no relatório final do inquérito no qual Michel Temer é investigado que o presidente “embaraçou” apuração de infração penal e “incentivou” a manutenção de “pagamentos ilegítimos”, pelo empresário Joesley Batista, dono do frigorífico JBS, ao ex-deputado Eduardo Cunha, preso em Curitiba pela Operação Lava Jato.

O delito, também conhecido como obstrução de Justiça, tem pena de 3 a 8 anos de prisão e multa.

Além do incentivo a pagamentos ilegítimos a Cunha, a PF também diz que Temer deixou de comunicar às autoridades suposta corrupção de juízes e de um procurador narrada por Joesley Batista, numa conversa registrada pelo empresário com um gravador escondido durante visita à residência oficial do presidente na noite do último dia 7 de março.

O relatório da PF, entregue nesta segunda-feira (26) ao Supremo Tribunal Federal, ajudará a embasar a denúncia contra Temer a ser enviada ao STF pela Procuradoria Geral da República. O prazo para a PGR apresentar a denúncia se encerra nesta terça-feira (27).

A assessoria da Presidência da República informou que não comentará. Até a última atualização desta reportagem, buscamos contato com os advogados de Temer.

De acordo com o relatório, Temer cometeu “infração penal praticada por organização criminosa, na medida em que incentivou a manutenção de pagamentos ilegitimos a Eduardo Cunha pelo empresário Joesley Batista, ao tempo em que deixou de comunicar autoridades competentes de suposta corrupção de membros da Magistratura Federal e do Ministerio Publico Federal que Ihe fora narrada pela mesmo empresário”.

Além disso, o “relatório conclusivo” da PF sugere incluir Temer, como investigado, em outro inquérito já em tramitação no tribunal, que investiga a formação de uma organização criminosa formada por membros do PMDB da Câmara.

Na semana passada, a corporação já havia concluído que Temer cometeu crime de corrupção passiva a partir da investigação aberta com a delação da JBS. O relatório final, enviado nesta segunda, poderá gerar novas denúncias contra o presidente por parte da Procuradoria Geral da República.

Além de Temer, a PF também enquadra no crime de obstrução da Justiça o ex-ministro Geddel Vieira Lima, por supostamente ter manifestado interesse em manter pagamento de propina da JBS ao doleiro Lúcio Funaro para que evitasse fazer delação premiada.

Fonte: G1

[política] Janot afirma não ter dúvida de que Temer praticou corrupção

Em parecer encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que não há dúvida de que o presidente Michel Temer (PMDB) cometeu corrupção no caso investigado a partir das delações da JBS. Para o chefe do Ministério Público Federal, o peemedebista se valeu de Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), ex-assessor presidencial e ex-deputado, para “operacionalizar o recebimento de vantagens indevidas em troca de favores com a coisa pública”.

“Note-se que em vários momentos dos diálogos travados com Rodrigo Loures, este deixa claro sua relação com Michel Temer, a quem submete as demandas que lhes são feitas por Joesley Batista e Ricardo Saud [executivos da JBS], não havendo ressaibo de dúvida da autoria de Temer no crime de corrupção”, afirmou o procurador-geral.

A manifestação de Janot, de 93 páginas, ocorreu no âmbito da ação cautelar que tramita no Supremo e avalia a prisão preventiva de Rocha Loures – ele foi contrário a recurso da defesa para colocar em liberdade o ex-assessor presidencial, que está preso na carceragem da PF em Brasília.

O parecer de Janot foi encaminhado na terça-feira passada, um dia após a PF ter apresentado ao STF um relatório parcial em que diz haver evidências “com vigor” de que Temer cometeu corrupção passiva. O procurador-geral deverá oferecer denúncia contra Temer e Rocha Loures até esta terça-feira, dia em que encerra o prazo legalmente previsto.

Janot destacou ainda que “todos os assuntos tratados” por Joesley com Temer envolviam a prática de crimes. Ele enumerou o pagamento de vantagem indevida ao ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para que ele ficasse em silêncio; a conversa sobre corromper um juiz e um procurador da República e o pedido do dono da JBS para que Temer apresentasse um interlocutor dele em razão dos contatos com o ex-ministro Geddel Vieira Lima e o atual ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, “estarem impossibilitados”, ao que o presidente indicou Rocha Loures.

“Uma vez autorizado por Temer, Rodrigo Loures inicia as tratativas criminosas com Joesley. Tratam basicamente dos principais interesses políticos e comerciais de Joesley Batista perante o governo federal, cujos pontos foram aprofundados numa reunião seguinte com os mesmos interlocutores, bem como aludem a assuntos relacionados a crimes que Joesley vinha praticando para garantir a combinação de versões com alguns réus da Operação Lava Jato, assim como a compra do silêncio deles, por intermédio de pagamentos mensais”, disse.

O procurador-geral disse que a prova trazida dos autos reforça a narrativa dos delatores que, em nenhum momento, o destino final da propina era o ex-deputado. “A vantagem indevida, em verdade, destinava-se a Michel Temer, a quem os colaboradores e o próprio Loures se referem como ‘chefe’ ou ‘presidente’”, afirmou.

Fonte: Veja

[política] Dirigente do PT prega ‘luta aberta’ nas ruas se Lula for condenado


Dentro da estratégia de blindagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente do PT do Rio, Washington Quaquá, divulgou nesta segunda-feira (26), uma nota em que prega “confronto popular aberto nas ruas” caso o petista seja condenado pelo juiz Sergio Moro.

“Queremos, a partir do Rio de Janeiro, dizer em alto e bom som: condenar Lula sem provas é acabar de vez com a democracia! Se fizerem isso, se preparem! Não haverá mais respeito a nenhuma instituição e esse será o caminho para o confronto popular aberto nas ruas do Rio e do Brasil!”, afirmou Quaquá.

“Nós queremos repactuar o Brasil em torno da democracia e dos direitos e reformas que melhorem, de fato, a vida do povo, com emprego, desenvolvimento econômico e soberania nacional. Mas quem dirá se será pacto democrático ou luta aberta será a burguesia que deu o golpe!”.

No texto, o presidente estadual do PT diz ainda que a possibilidade de Lula concorrer é a última trincheira dentro das normas democráticas. E, “caso ultrapassada, não haverá mais compromisso democrático no Brasil”, a exemplo do que já aconteceu com o golpe militar de 1964.

“Vamos nos preparar pra luta da forma como ela vier. O judiciário brasileiro precisa dizer se vai aprofundar o golpe ou vai ajudar a restituir a democracia roubada. A garantia de eleições e do direito do Lula concorrer às eleições limpas (já que está mais do que evidente que não há crime por ele cometido e nenhuma prova produzida, depois de anos de investigação e de pressões e benefícios absurdos concedidos para quem se dispusesse a delatá-lo) é a última trincheira, que caso ultrapassada, não restará mais nenhum compromisso democrático no Brasil”, completa a nota.

Fonte: Folha de São Paulo

segunda-feira, 26 de junho de 2017

[segurança] Sistema penitenciário do RN tem um colete à prova de balas para cada nove agentes

O sistema penitenciário do Rio Grande do Norte tem um colete a prova de balas para cada 9 agentes. A informação é da própria Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), responsável pela administração das unidades prisionais do estado.

Com atuais 914 agentes a serviço, a pasta dispõe de apenas 100 equipamentos de proteção dentro do prazo de validade. De acordo com relatório assinado pelo secretário adjunto Maiquel Mendes, o estado precisa comprar 1.344 coletetes balísticos.

O G1 procurou a Sejuc para saber se os agentes estão trabalhando sem coletes e desde quando o número de coletes é insuficiente, mas até a publicação desta matéria não obteve retorno.

Os dados estão em uma portaria publicada no sábado para alterar a dotação orçamentária da secretaria, com acréscimo das 530 vagas no sistema. Ocupados todos os cargos, o estado terá 1.444 agentes.

Em maio, a Sejuc abriu concurso público para agente penitenciário do estado. O edital prevê 571 vagas e as inscrições estão abertas até esta terça-feira (27).

Calamidade

Em março deste ano, o Governo do Rio Grande do Norte prorrogou por mais 180 dias a situação de calamidade no sistema prisional do estado. Esse mesmo decreto já tinha sido feito em 2015.

A renovação ocorreu após o massacre registrado na Penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta, em janeiro, quando pelo menos 26 detentos morreram em confrontos dentro da unidade.

[política] Revista Veja diz que Henrique Alves pede almoço ‘vip’ e usa celular


O juiz federal Francisco Eduardo Guimarães Farias fez nesta terça-feira uma visita surpresa à Academia da Polícia Militar em Natal, onde está preso o ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN/governos Dilma e Temer). A visita foi motivada por um parecer emitido pelo Ministério Público Federal (MPF) no Rio Grande do Norte, na última segunda-feira, que se mostrava favorável à transferência de Alves para Brasília, conforme solicitado pelo juiz da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, Vallisney de Oliveira.

Segundo os procuradores, o ex-ministro estaria recebendo “regalias”, como o acesso a “mídias proibidas”, refeições encomendadas de restaurantes famosos de Natal e “falta de controle rigoroso sobre visitas”. A Justiça Federal no Rio Grande do Norte informou a Revista Veja que, em sua visita, o juiz não conseguiu flagrar os excessos, mas, de qualquer forma, pretende preparar um documento para regulamentar as visitas e garantir que as normas sejam seguidas.

[economia] Dívida federal tem alta e chega a R$ 3,253 trilhões

O endividamento federal no Brasil e no exterior subiu 0,26% em maio. Chegou a R$ 3,253 trilhões –em abril, eram R$ 3,244 trilhões devidos. A informação foi divulgada nesta 2ª (26.jun.2017) pelo Tesouro Nacional.

A DPMFi (Dívida Pública Mobiliária Federal interna), a parte da dívida pública que pode ser paga em reais, teve seu estoque ampliado em 0,22%. Atingiu R$ 3,130 trilhões.

[cotidiano] Prefeito de Felipe Guerra prorroga estado de emergência por mais 90 dias

O prefeito de Felipe Guerra, Haroldo Ferreira, publicou o decreto nº 147/2013, que institui Estado de Emergência no âmbito do Município prorrogando por mais 90 (noventa ) dias.

A justificativa está ligada ao regime de escassez hídrica que já perdura por 5 (cinco) anos consecutivos. De acordo com os índices pluviométricos dos anos de 2012, 2013, 2014, 2015 e 2016, observou-se que, as chuvas caídas no período de janeiro a junho, apresentaram volumes acumulados abaixo do que o necessário.

[política] Entre hospedagem, alimentação e tecidos, prefeitura de Apodi registra preço de R$ 363 mil


A prefeitura de Apodi, através de pregão presencial, divulgou a Ata de Registro de Preço para futura aquisição de de tecidos, aviamentos e material para confecção de figurinos e adereços, visando atender as necessidades da Secretaria Municipal de Turismo e eventual contratação de empresa especializada no fornecimento de serviço de hospedagens e alimentação no âmbito da sede do município.

As empresas vencedoras são a NOSSA LOJA AVIAMENTO IND. E COM. LTDA – EPP – CNPJ: 07.518.668/0001-74, com valor global R$ 99.141,50 (Noventa e nove mil, cento e quarenta e um reais e cinqüenta centavos) para figurinos, adereços e tecidos e ROBERTO LEITE GAMA ME – CNPJ:40.807.695/0001-32, com valor global R$ 86.756,00 (Oitenta e seis mil, setecentos e cinqüenta e seis reais);  e E. M. PINTO ME - CNPJ:08.814.027/0001-20, com Valor global R$ 177.546,00 (Cento e setenta e sete mil, quinhentos e quarenta e seis reais) para serviço de hospedagens e alimentação.

As licitações tem como objetivo a elaboração de registro de preços para eventuais contratações. Juntas o valor global chega a R$ 363 mil reais. 

[política] Lava Jato é a operação que mais prendeu no país desde 2013

A Lava Jato é a operação que mais prendeu no país desde 2013. O primeiro lugar nesse ranking foi garantido com 179 prisões — 72 preventivas, 101 temporárias e seis flagrantes. Os delitos financeiros investigados no esquema foram os que mais mandaram suspeitos para cadeia (113 vezes), seguidos pelos desvios de verbas públicas (63) e pelos crimes fazendários (3).

“É comum isso acontecer em operações”, disse o procurador da República Rodrigo De Grandis. De 2013 a 31 de março deste ano, a PF registrou 1.426 prisões em 359 operações por desvios de verbas públicas — no geral, foram 11.197 prisões em 2.325 operações. Nas detenções por suspeita de corrupção, foram 869 prisões preventivas, 569 temporárias e 93 flagrantes.

[política] Janot diz em parecer não ter dúvidas sobre culpa de Temer


A previsão é que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ofereça hoje ou, no máximo, amanhã denúncia contra o presidente Michel Temer no Supremo Tribunal Federal (STF). Este será o primeiro passo para que o presidente possa se tornar réu. Em documento protocolado na semana passada, Janot já deu indicativos de que não vai aliviar nas acusações. Entre outras coisas, o procurador-geral disse que não há dúvida de que Temer cometeu crime de corrupção e sugeriu que a manutenção dele na Presidência contribui para a continuidade do cometimento de crimes.

A avaliação de Janot foi feita em um documento de 93 páginas em que ele defendeu a manutenção da prisão de Rochas Loures, ex-deputado e ex-assessor de Temer, apontado como o “homem da mala” do presidente. No texto, Janot disse que é “hialina”, ou seja, cristalina, a atuação conjunta dos dois nos crimes apontados na delação dos executivos do frigorífico JBS.

[economia] Trabalhadores têm até a próxima sexta-feira para sacar abono do PIS/Pasep

Mais de R$ 1,083 bilhão estão disponíveis – até a próxima sexta-feira (30) – na Caixa Econômica Federal e no Banco do Brasil para trabalhadores e servidores públicos que tenham cumprido pelo menos 30 dias de trabalho em 2015. Cada um pode ter até R$ 937 a receber, o valor de um salário mínimo. No entanto, 1,83 milhão de pessoas ainda não foram reclamar os recursos.

Trata-se do abono dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) relativo ao ano-base 2015. Caso o valor não seja sacado por quem de direito até o prazo final, será destinado ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Têm direito ao abono, distribuído anualmente, os trabalhadores inscritos nos programas há pelo menos cinco anos, e que tenham trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias no ano de referência, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. É necessário ainda que os trabalhadores tenham tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

[política] Lula lidera e Bolsonaro alcança o 2º lugar, diz Datafolha

Pesquisa realizada pelo Datafolha sobre intenções de voto para a disputa presidencial de 2018 apontam que o ex-presidente Lula (PT) manteve a liderança, com 29% a 30% das intenções de voto, seguido por Marina Silva (Rede) e Jair Bolsonaro (PSC).

O deputado federal registra tendência de alta. Tinha 8% em dezembro de 2016, passou a 14% em abril e agora aparece com 16%, sempre no cenário em que o candidato do PSDB é o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

O tucano, por sua vez, oscilou positivamente em simulações de primeiro e segundo turnos, mas a sua rejeição cresceu para 34%, atrás apenas da de Lula.

O ex-ministro do STF Joaquim Barbosa (sem partido) aparece com 11%, em quarto.

Nos cenários testados para eventual segundo turno, Lula ganha de Bolsonaro e dos tucanos Alckmin ou João Doria, prefeito de São Paulo.

O petista empata com Marina e com o juiz Sergio Moro (sem partido) na margem de erro, de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Marina vence Bolsonaro, e Ciro Gomes (PDT) empata com Alckmin e com Doria.

domingo, 25 de junho de 2017

[publicidade] Rádio Vale do Apodi será ainda melhor na frequência de FM, diz assessoria

A emissora Vale do Apodi AM, comprovadamente líder em audiência segundo pesquisas divulgadas recentemente, ficará ainda melhor migrando para a frequência de FM, um processo que já está acontecendo e será concluído até o início do mês de setembro, onde a mesma estará funcionando em nova frequência 98.3 MHz, se consolidando como a primeira Rádio FM comercial da cidade de Apodi.

A migração das rádios que operam na faixa AM para o espectro das FMs visa fortalecer as emissoras de rádio que hoje são prejudicadas pelo abandono do dial AM. Esse abandono é motivado pela presença de interferências na faixa AM que acabam inviabilizando a sintonia dessas estações por parte dos ouvintes. Quanto maior o centro, mais difícil é a captação. No FM essas emissoras terão uma sintonia mais fácil e uma qualidade de áudio superior. O Decreto que autoriza a migração foi assinado pela presidente da República Dilma Rousseff em 7 de novembro de 2013.

O dial FM de vários locais não comportam novas emissoras, ou pelo menos o número de estações que virão da faixa AM. Por isso será criado o dial estendido (ou faixa estendida), que vai de 76.1 MHz até 87.5 MHz (hoje as emissoras de rádio em FM utilizam canais entre 87.7 MHz até 107.9 FM). Essa faixa estendida deverá ser utilizada em grandes centros como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, entre outros, respeitando assim as condições atuais da faixa FM “convencional” (utilizada pelas FMs atualmente). Nos dials FMs não compatíveis com o número de estações AMs que pediram migração, a faixa estendida será utilizada.

Com a migração a rádio será totalmente reformulada, “uma nova rádio”, com nova plástica, nova grade, novos programas, promoções, enfim uma emissora de rádio totalmente reformulada, como a cidade de Apodi e região merecem.

Anote essa frequência, 98.3 MHz...

[segurança] Vigilante do hospital é assassinado a tiros durante Arraiá Junino em Apodi

Por volta das 02:00 da madrugada deste domingo dia (25), a Central de Operações da Policia Militar foi informada de um homicídio por arma de fogo na Rua Marechal Floriano, nas proximidades do antigo Xodó Dance. 

Informações repassadas a polícia dão conta de que a vítima identificada como Aguinaldo Freitas Santos, mais conhecido como Aguinaldo vigilante do hospital, de 33 anos de idade, participava de uma festa junina "Arraiá do Coda", quando no momento que estava saindo da festa, foi surpreendido por elemento(s), e morto com tiros que atingiram a região da cabeça. 

A motivação do crime é desconhecida, mas a policia trabalha pra identificar e desvendar esse crime. Quem tiver alguma informação que possa ajudar a policia na elucidação desse assassinato, denuncie ligando para os telefones 190 - 3333-2737. Não precisa se identificar.

Fonte: Sentinelas 

sábado, 24 de junho de 2017

[política] Prefeitura de Apodi realizará concurso público em 2018

A prefeitura de Apodi deve realizar concurso público em 2018, a informação é oriunda de uma promessa do atual gestor, Alan Silveira e que está sendo cobrada no Ministério Público.

Há mais de 11 anos que o município não realiza concurso público, o último ainda é da gestão do ex-prefeito Pinheiro Bezerra.

Só neste ano, entre comissionados e contratados temporários, o município já possui mais de 200 funcionários. O novo concurso deverá contemplar profissionais de todos os níveis.

[oportunidade] Concurso para Polícia Militar terá mil vagas, diz secretário de Administração

Concurso da Polícia Militar deve aumentar de 600 para mil vagas disponíveis, segundo o secretário Cristiano Feitosa.

O secretário de Administração e Recurso Humanos (Searh), Cristiano Feitosa, confirmou na manhã desta sexta-feira (23) que o concurso para ingresso na Polícia Militar será aberto com a disponibilidade de mil vagas.

[politica] Justiça concede liberdade a empresário denunciado em esquema envolvendo ex-deputado Henrique Alves

A Justiça Federal no Rio Grande do Norte concedeu liberdade, nesta sexta-feira (23), ao empresário Carlos Frederico Queiroz Batista da Silva, denunciado pelo Ministério Público Federal por lavagem de dinheiro e por integrar organização criminosa ligada ao ex-deputado Henrique Eduardo Alves. Fred Queiroz tinha sido preso no dia 6 de junho, durante a Operação Manus.

A liberdade do empresário foi assinada pelo juiz federal Francisco Eduardo Guimarães, atendendo pedido da Procuradoria da República no Rio Grande do Norte. Para ser solto, Fred Queiroz terá que seguir medidas cautelares.

De acordo com a Justiça Federal, ele não poderá ir a nenhum diretório do PMDB, não poderá ter contato com pessoas investigadas na Operação Manus, exceto os próprios familiares, e nem poderá ter contato com pessoas que tenham cargo eletivo do PMDB. Além disso, deverá comparecer mensalmente à 14ª Vara Federal para prestar informações sobre suas atividades.

O Comando da Polícia Militar do Rio Grande do Norte informou que o empresário, que estava detido no Quartel do Comando Geral, deixou a unidade por volta das 19h10 desta sexta-feira (23).

[política] Aprovação da gestão Temer cai a 7%, menor em 28 anos, segundo Datafolha

O governo Michel Temer (PMDB) é considerado ótimo ou bom por apenas 7% da população, a menor marca registrada pelo Datafolha em 28 anos. Somente José Sarney (PMDB) ficou abaixo desse patamar, com 5% em setembro de 1989, em meio à crise da hiperinflação.

Desde que veio a público a delação da JBS, que jogou o presidente no centro da crise política nacional, a impopularidade do peemedebista aumentou. Hoje sua gestão é considerada ruim ou péssima por 69% do eleitorado e regular por 23%.

Na comparação, em setembro de 1989, Sarney chegou a 68% de ruim ou péssimo e 24% de regular.

O novo levantamento do Datafolha, feito entre quarta-feira (21) e esta sexta-feira (23), com 2.771 entrevistados, mostra Temer com a avaliação em queda.

Dois meses atrás, a sua taxa de ruim e péssimo estava em 61% e a de ótimo ou bom, em 9%. Aqueles que o consideraram regular somavam 28% no final de abril.

Não souberam responder como avaliam hoje o governo Temer 2% dos entrevistados. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais e para menos. A nota do presidente caiu de 3 para 2,7.

A situação de Temer é pior que a de Dilma Rousseff (PT) às vésperas de ela sofrer impeachment. Em abril de 2016, a petista tinha 13% de aprovação e 63% de reprovação.

Fonte: FOLHAPRESS

[política] Ministro diz que vai trocar o diretor da PF e quer reorganizar instituição


Em reunião de 15 minutos com sindicalistas nesta quinta (22), o ministro da Justiça, Torquato Jardim, anunciou que fazem parte de seus planos promover duas mudanças na Polícia Federal: trocar o diretor-geral, que é uma espécie de fiador da Lava Jato, e colocar em outro órgão os funcionários que cuidam de funções que não têm relação com a atividade policial, como emissão de passaportes e controle de estrangeiros.

A saída do diretor geral, Leandro Daiello, é vista por seus pares como uma tentativa de interferir na investigação, o que o ministro nega.

Um dos nomes cotados para assumir o cargo ocupa o segundo posto na hierarquia da PF, o delegado Rogério Galloro, apontado por seus pares como um policial de perfil mais político.

A indicação de Galloro para o cargo foi feita pelo general Sérgio Etchegoyen, chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República), segundo a Folha apurou.

O general foi o responsável pela indicação do ministro da Justiça e do diretor da Abin (Agência Brasileira de Inteligência).

Etchegoyen e o ministro Eliseu Padilha, chefe da Casa Civil de Temer, são apontados como os principais articuladores da mudança na direção da PF.

Galloro assumiu a segunda posição na hierarquia da PF em junho de 2013 e tem pouca experiência com investigações. Antes foi adido da PF nos Estados Unidos, chefiou a diretoria de logística (2009-2011) e foi superintendente em Goiás (2007-2009).

MUDANÇAS

O anúncio das possíveis mudanças na PF foi feito em encontro realizado entre o ministro da Justiça e o presidente da Fenadepol (Federação Nacional dos Delegados de Polícia Federal), Sandro Avelar, além de outros três sindicalistas da federação e o diretor regional da ADPF (Associação dos Delegados da Polícia Federal) em Brasília, Luciano Leiro.

A reunião havia sido marcada para discutir a reforma da Previdência.

A manifestação do ministro sobre mudanças na PF causou surpresa nos sindicalistas. Ele disse que não estava preocupado com a troca do diretor-geral.

“Ao invés de aumentar os quadros, que estão aquém do ideal, o ministro quer tirar atribuições da Polícia Federal. Isso num momento como esse é complicado”, diz o delegado Sandro Avelar, presidente da Fenadepol.

Hoje a PF tem cerca de 11 mil funcionários, entre delegados, agentes e escrivães. Os sindicatos calculam que seria necessário um quadro de 15 mil servidores para dar conta das atribuições da PF.

A separação das atividades de polícia administrativa é criticada por sindicatos porque eles consideram que essas áreas controlam informações estratégicas.

Desde o governo de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002), ministros tentam retirar funções da PF, sem sucesso.

CONVERSA INFORMAL

À Folha, a assessoria do ministro disse que tem ótima relação com o diretor-geral da PF, mas não sabe se irá substituí-lo. Ele negou que haja planos de reestruturar a PF. Segundo Jardim, o tema foi tratado de maneira informal na conversa.

O general Etchgoyen nega que tenha feito indicações para substituir o diretor da PF.

O diretor-geral da PF disse em nota de sua assessoria que “é favorável a todo projeto que tenha como objetivo especializar o trabalho de inteligência e investigação já desenvolvido pelo órgão, e que representa a sua principal atribuição constitucional de polícia judiciária da União”.

[justiça] PF fará varredura em gabinetes de ministros do STF a pedido de Cármen Lúcia

A Polícia Federal fará neste fim de semana uma varredura em telefones e gabinetes de todos os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A inspeção será feita a pedido da presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, segundo informações do próprio tribunal.

O varredura foi solicitada por Cármen Lúcia ao diretor-geral da PF, Leandro Daiello,

As varreduras para detectar grampos ou outras ameaças ocorrer periodicamente no Supremo. Mas essa inspeção, determinada pela presidente da Corte, será realizada após a divulgação de supostos grampos envolvendo o relator da Operação Lava Jato, ministro Edson Fachin.

No último dia 10, a revista “Veja” informou em reportagem que o governo Michel Temer acionou a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) para “bisbilhotar a vida de Fachin”.

O objetivo da investigação sobre o magistrado seria, segundo “Veja”, fragilizar e constranger Fachin, que é relator de um inquérito que investiga Temer no Supremo com base nas delações da JBS.

Na ocasião, o Palácio do Planalto negou qualquer investigação por parte da Abin e Temer chegou a ligar para Cármen Lúcia para desmentir a reportagem.

Mesmo assim, a presidente do Supremo divulgou nota, em tom grave, mostrando indignação com a suposta devassa na vida de Fachin.

Na nota, Cármen Lúcia disse que a possível “devassa” contra o ministro era “própria de ditaduras”. A presidente do STF também acrescentou que a Corte repudia, com veemência, “espreita espúria, inconstitucional e imoral contra qualquer cidadão e, mais ainda, contra um de seus integrantes, mais ainda se voltada para constranger a Justiça.”

Fonte: G1

sexta-feira, 23 de junho de 2017

[publicidade] Primeiro Loteamento planejado de Apodi aquece mercado imobiliário


O novo empreendimento imobiliário de Apodi, Loteamento Verde Ville, tem aquecido o mercado no município. Só no primeiro semestre, mais de 40 lotes já foram vendidos.

O novo empreendimento, que tem como responsável a MN Imóveis, vem trazendo esperança e renovação para as pessoas que desejam construir sua casa mais está com orçamento reduzido ou para aqueles que tem interesse em adquirir um grande espaço e construir a mansão que tanto sonhou.

O novo Bairro planejado de Apodi está localizado na Zona Norte da cidade, vizinho ao Bairro Pequé. Em sua fundação foram projetados 288 lotes, todos medindo 12 x 30 metros.

O empreendimento conta com uma mega infraestrutura de Pórtico de Entrada, Rede de Água, Rede Elétrica, Pavimentação, Praça, Parque Infantil, Espaço para Creche, Espaço para Posto de Saúde, Posto Policial, Pista de Cuper e Campo de Futevôlei.

A área é 100% legalizada e as parcelas são a partir de R$ 197,91 mensais.

Para adquirir um lote é fácil e rápido. Sem consulta ao SPC e ao SERASA. Após a assinatura do contrato já é possível da início a construção de sua residência. Contacte os nosso revendedores através do fone (84) 9.9182-9527, (84) 9836-6484 ou ainda 3391-2745 e 9849-0111.

[cotidiano] Rádio Vale do Apodi realiza blitz comemorativa aos 15 anos no ar


A emissora líder em audiência em Apodi e região RÁDIO VALE DO APODI, comemora hoje 23 de junho, 15 anos no ar e uma programação especial está sendo levada aos ouvintes desde as primeiras horas da manhã, através de toda equipe da Vale do Apodi.

Pela manhã os comunicadores Dêrlandio Jackson e Josenias Freitas comandaram a blitz na BR 405, com brincadeiras, prêmios, “promogatas” e muita interatividade. No local dando apoio o diretor da emissora Fernando Magalhães e sonoplasta André Sales.

Foi lançada oficialmente a migração da emissora para FM que deverá acontecer oficialmente no primeiro dia do mês de setembro com uma grande festa em Apodi.

A nova frequência da RÁDIO VALE DO APODI será 98,3.

[justiça] Mulher de ministro do TSE registra queixa contra ele por agressão


A dona de casa Élida Souza Matos registrou nesta sexta-feira uma ocorrência numa delegacia de Brasília acusando o marido, o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Admar Gonzaga, de agressão. Pelo cargo que ocupa, ele tem foro privilegiado para ser processado apenas no Supremo Tribunal Federal (STF). Assim, o caminho natural é que a queixa siga para a corte. Antônio Carlos de Almeida Castro, advogado de Admar, diz que o episódio não passou de um desentendimento e que Élida já está registrando uma retratação na delegacia.

Conhecido pelo apelido Kakay e por ser um dos criminalistas mais requisitados de Brasília, o defensor afirmou que a ocorrência foi feita no calor do momento. Apesar da retratação, isso não é capaz, por si só, de levar ao arquivamento do caso. O Ministério Público pode assumir a investigação, e o arquivamento só pode ser deferido pelo STF. Élida chegou à delegacia com o olho roxo e passou por exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal.

“Nas ações penais públicas condicionadas à representação da ofendida de que trata esta Lei, só será admitida a renúncia à representação perante o juiz, em audiência especialmente designada com tal finalidade, antes do recebimento da denúncia e ouvido o Ministério Público”, diz trecho da Lei Maria da Penha.

“O casal Élida Souza Matos e Admar Gonzaga Neto lamenta profundamente e pede desculpas a seus familiares e amigos pelo incidente ocorrido, que não passou de um desentendimento, com exasperação de ambos os lados. Esclarece ainda que o fato noticiado pela imprensa está sendo tratado pelo próprio casal estritamente no âmbito familiar e que buscará o melhor entendimento e o pleno resguardo da integridade de ambos. Nesse momento delicado, pede a todos e todas compreensão e que respeitem a intimidade e a privacidade do casal”, afirmou Kakay em nota.

Depois, ele mandou uma segunda nota, complementando a anterior: “Sou advogado e amigo dos 2. Houve uma ocorrência, feita por ela no calor do desentendimento, mas ela já está registrando uma retratação o que levará ao arquivamento da ocorrência.” A nota não desmente que houve agressão.

O caso do senador Lasier Martins (PSD-RS), que também foi acusado de agressão pela mulher, está no STF. O processo corre em sigilo, e o relator é o ministro Edson Fachin. O senador nega a agressão e afirma estar em processo de separação.

Fonte: O Globo

[política] Ex-prefeito de Apodi é investigado pelo Ministério Público

O Ministério Público do Rio Grande do Norte, através da Promotoria de Apodi, está investigando supostos atos de Improbidades Administrativas do ex prefeito de Apodi, Flaviano Monteiro.

O atos são atribuídos as supostas prática de improbidade administrativa, consistente na compra de produtos de informática, por meio da adesão ao Registro de Preço da Prefeitura Municipal de Baraúna-RN, sem a efetiva necessidade e entrega dos produtos, praticada pelo então Prefeito de Apodi, no exercício financeiro de 2016. Suposta prática de improbidade administrativa, consistente no aditivo do Contrato nº 095/2015, no valor de R$ 95.881,04 (noventa e cinco mil e oitocentos e oitenta e um reais e quatro centavos), para complementar a execução da obra da Praça Dom José Freire, sem previsão no cronograma oficial, no exercício financeiro de 2016. E supostas irregularidades em contratações diretas de despesas médicas realizadas mediante dispensas indevidas de licitação, no exercício financeiro de 2016.

Os representantes da ação são os membros da equipe de transição do atual prefeito Alan Silveira; O vereador Antonio de Souza Maia Júnior, o empresário Genilson Pereira Gurgel e Secretário de Educação Francisco Elmo Alves Tôrres.

O atos estão sendo apurados pelo Promotor de Justiça Substituto Victor Hugo de Freitas Leite.

[cotidiano] Ministério Público do RN divulga resultado de concurso público para 32 cargos efetivos

O Ministério Público do Rio Grande do Norte divulgou nesta sexta-feira (23) o resultado do concurso público realizado em maio para o quadro de servidores da instituição. O resultado pode ser conferido no site do próprio MP (clique AQUI).

O edital previa 32 vagas para cargos do quadro de pessoal efetivo do Ministério Público, sendo 27 vagas para a função de Técnico, 3 para Analista de Contabilidade e 2 oportunidades para Analista de Engenharia Civil. Estão incluídas as vagas destinadas às pessoas com deficiência.

O concurso foi o mais concorrido já realizado pelo MPRN, com 24.840 candidatos. Ao todo, 23.902 se inscreveram para os cargos de nível médio e 938 inscritos para as vagas de nível superior.

O cargo de Analista é de nível superior e possui remuneração inicial de R$ 5.609,19 (incluído vencimento, auxílio alimentação e auxílio saúde). Já o de Técnico é cargo de nível médio, com remuneração inicial de R$ 4.472,71 (também incluídos vencimento mais benefícios).

De acordo com a instituição, a tentativa de fraude por uma quadrilha desbaratada em operação da Polícia Civil da Paraíba, não causou prejuízo ao processo seletivo.

[saúde] Pelo menos 1.400 pacientes esperam por cirurgias eletivas no RN

O Rio Grande do Norte tem, atualmente pelo menos 1400 pacientes na fila de espera por cirurgias eletivas no estado, segundo a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). Somente em Mossoró, cidade do Oeste potiguar, são 579 pessoas na fila.

A mãe de Maria Conceição tem 81 anos e espera na fila para uma cirurgia ortopédica há 17 dias no Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró. “Tem pessoas aqui dentro esperando há 3 meses por cirurgias. Pela idade da minha mãe, não dá para esperar muito tempo. Precisamos urgentemente de ajuda”, apela.

Para Marcos Barbalho, a situação é ainda pior. O irmão dele está há dois meses internado a espera de uma cirurgia na perna. A família é de Itajá, cidade que fica há 80 quilômetros de Mossoró. “Enquanto a cirurgia não sair, eu ficarei aqui. Já passei 10 dias sem ir pra casa”, diz.

Somente no Hospital Tarcísio Maia, 40 pacientes estão internados esperando cirurgias eletivas. “O sistema de regulação dispõe de serviços para realizar essas cirurgias, apenas em Natal. E vem o problema de transportar esses pacientes”, diz Jarbas Mariano, diretor do hospital.

Em nota a secretaria de saúde do estado confirmou que apenas o Hospital Ruy Pereira, o Hospital Regional Deoclécio Marques, o Hospital Memorial e a Prontoclínica e Maternidade Dr. Paulo Gurgel estão realizando as cirurgias e todos ficam na Grande Natal.

A Sesap disse ainda que considera o ritmo das cirurgias normal e há expectativa de melhorias com a vinda de recursos liberados com o decreto de emergência na saúde e a convocação de concursados.

[política] Prefeitos de Apodi e Severiano Melo são denunciados ao Ministério Público


Os prefeitos de Apodi e Severiano Melo foram denunciados no Ministério Público do Rio Grande do Norte, por meio do 2º Promotor de Justiça da Comarca de Apodi por praticarem ato de Improbidade Administrativa ao contratar servidores temporariamente sem a presença dos requisitos da necessidade temporária de interesse público e interesse público excepcional no ano de 2017.

Alan Silveira e Dagoberto Bessa foram convocados para participar de uma audiência ministerial, destinada à apresentação de minuta de compromisso para ajustamento de conduta visando à realização de concurso público.

A audiência ocorreu no dia 12 deste mês, mas só hoje (23) foi divulgado o resultado.

Os prefeitos terão validade de um ano para regularizar a situação e aplicar concurso público nos municípios vigentes.

A determinação é do promotor de justiça Victor Hugo de Freitas Leite.

[oportunidade] Inscrições de concurso para agente penitenciário no RN são prorrogadas


As inscrições para o concurso público para agente penitenciário do Rio Grande do Norte foram prorrogadas até o dia 27 de junho. O edital prevê a classificação de 571 candidatos para o cargo e a remuneração bruta é de R$ 3.153,74.

São 451 vagas destinadas ao sexo masculino e 120 ao sexo feminino. As inscrições podem ser feitas no site do Idecan. O valor da taxa de inscrição é de R$ 100.

A publicação já estabelece os requisitos para a contratação dos agentes penitenciários. São eles:

*ser brasileiro;
* ter entre 18 e 45 anos de idade;

* ter concluído o nível escolar superior em qualquer área;
* estar quite com as obrigações eleitorais e militares, quando for o caso;
* não possuir antecedentes criminais;
* não ter sofrido sanção disciplinar no exercício de cargo, emprego ou função públicos;
* ter conduta social ilibada;
* ter capacidade física e aptidão psicológica compatível com o cargo;
* possuir Carteira Nacional de Habilitação.

[economia] EUA suspendem importação de carne bovina fresca do Brasil

O secretário de Agricultura dos Estados Unidos, Sonny Perdue, anunciou nesta quinta-feira (22) a suspensão da importação de carne bovina fresca vinda do Brasil. A suspensão ocorreu após o país obter resultados negativos em testes de qualidade da carne brasileira que entra no país.

Os Estados Unidos eram um mercado novo para a carne bovina in natura brasileira. O Brasil só conseguiu autorização para exportar o produto para o país no fim de julho do ano passado, após 17 anos de negociações.

Em comunicado, o Departamento de Agricultura americano informou que está testando 100% da carne brasileira que entra nos EUA. Nesses testes, 11% dos produtos de carne fresca brasileira importados foram rejeitados.

"Esse resultado está substancialmente acima do que a taxa de rejeição de 1% das entregas vinda do resto do mundo", disse o departamento de agricultura americano, em comunicado.

O presidente da Associação Brasileira das Indústrias Exportadores de Carnes (Abiec), Antonio Jorge Camardelli, disse à GloboNews que o problema se deve a uma reação da vacina de febre aftosa. Os componentes do medicamento provocaram abscessos na carne.

Alguns são visíveis e foram retirados pelos fiscais sanitários brasileiros. "Outros são abscessos internos, que não são visíveis, e que infelizmente foram detectados pelo governo americano", explicou.

[política] Encontro de Temer com empresários noruegueses atrai apenas um jornalista do país

O presidente Michel Temer bem disse que reuniu “o PIB da Noruega” em seu encontro com empresários noruegueses na Associação dos Armadores, em Oslo. Afinal, lá estavam dirigentes de grandes empresas do país, principalmente do setor do petróleo, do gás e da indústria naval. Também estava presente o ministro das Relações Exteriores da Noruega, Borge Brende.

Mas o presidente do Brasil e a representação norueguesa não atraíram o interesse da imprensa local.

No encontro, havia apenas um jovem jornalista norueguês, do diário econômico Norwegian Financial Daily. E, ainda assim, o repórter disse que escreveria um texto com destaque para os escândalos de corrupção e as atuais turbulências políticas no Brasil. O mesmo tom foi adotado pela rede pública de mídia NRK, que não compareceu ao evento, mas publicou uma reportagem em sua página na internet sobre o emaranhado da crise política em torno do presidente brasileiro.

[política] Supremo abre nono inquérito contra Aécio Neves

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a abertura de mais um inquérito para investigar o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG). O pedido foi feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que quer apurar a ocorrência dos crimes corrupção e lavagem de dinheiro. É o nono inquérito a que Aécio responde no STF.

O inquérito é desdobramento de outro, já em curso no STF e surgido após as delações de executivos do frigorífico JBS. O novo inquérito vai apurar informações repassadas pelos delatores segundo as quais Aécio recebeu propinas entre 2014 e 2016. E também medidas que Aécio teria tomado para ocultar a origem de propina paga pela JBS.

Janot destacou que, em interceptação telefônica, Frederico Pacheco, primo de Aécio, pediu para Mendherson Souza Lima, assessor do senador Zezé Perrela (PMDB-MG), fazer um depósito de R$ 500 mil. Outras interceptações mostraram indícios de que o dinheiro seria destinado na verdade a Aécio, dissimulando assim sua origem.

Quanto ao crime de corrupção, Janot sustentou que, em delação premiada, executivos da JBS relataram pagamento de mais de R$ 60 milhões em propina para Aécio em 2014, por meio de notas frias. Em 2015, a empresa o ajudou novamente, comprando por R$ 17 milhões um prédio que valia menos. Em 2016, Aécio solicitou mais R$ 5 milhões, mas o pedido foi negado.

O inquérito original contra Aécio baseado na delação da JBS investiga se ele recebeu propina de R$ 2 milhões do frigorífico, e se tentou atrapalhar as investigações da Operação Lava-Jato. Janot já denunciou Aécio por corrupção passiva e obstrução de justiça. Na denúncia, também pediu a instauração de um segundo inquérito, autorizado agora por Marco Aurélio.

Em nota, Alberto Toron, advogado de Aécio, negou irregularidades. “A defesa do Senador Aécio Neves recebe a informação com naturalidade por se tratar de desdobramento da denúncia inicial. A investigação demonstrará que não se pode falar em lavagem ou propina, pois trata-se de dinheiro de origem lícita numa operação entre privados, portanto sem envolver recurso público ou qualquer contrapartida. Assim, não houve crime”, diz a nota.

Fonte: O GLOBO

[política] Justiça nega liberdade aos ex-deputados Henrique Alves e Eduardo Cunha


A primeira Turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5) negou os pedidos de habeas corpus feitos pelos ex-deputados federais Henrique Eduardo Alves e Eduardo Cosentino da Cunha. Os dois estão presos por mandados de prisão expedidos pela Justiça Federal do Rio Grande do Norte, dentro da Operação Manus, deflagrada no dia 6 de junho.

Os desembargadores federais Élio Siqueira, relator do processo, e Roberto Machado acompanharam parecer do Ministério Público Federal e votaram pela negativa dos pedidos de liberdade. Apenas o desembargador federal Alexandre Luna foi favorável à concessão dos habeas corpus.

Para o MPF, há indícios de que Alves e Cunha praticaram, de forma continuada, os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Os ex-deputados federais e ex-presidentes da Câmara são acusados de receber propina para favorecer empresas de construção civil na obra do estádio Arena das Dunas, em Natal. O dinheiro ilegal teria chegado por meio de doações eleitorais oficiais e não oficiais, nos anos de 2012 e 2014, em troca de benefícios em favor de empreiteiras como OAS e Odebrecht.

Henrique Alves foi preso preventivamente no último dia 6 de junho, na capital potiguar, dentro da chamada Operação Manus, um desdobramento da Lava Jato. Cunha, que já se encontrava preso no Paraná, por conta de outro processo, tornou-se alvo também desse mandado de prisão preventiva.

A defesa dos dois entraram com pedidos de habeas corpus junto ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região, localizado em Recife. Nesta quinta-feira (22), a Primeira Turma do TRF5 apreciou os pedidos.

Para o MPF, a manutenção da prisão preventiva de Henrique Alves e Eduardo Cunha é necessária para garantir a ordem pública e assegurar a efetiva aplicação da lei penal, uma vez que ambos continuam a exercer intensa atividade política em âmbito nacional. Dessa forma, o cerceamento da liberdade teria como objetivo evitar a continuidade das práticas ilícitas.

[segurança] Presos pulam muro e escapam de cadeia em Natal


Pelo menos sete presos escaparam na madrugada desta sexta-feira (23), por volta das 3h20 do Centro de Detenção Provisória da Ribeira, que fica na Zona Leste de Natal. Pelas imagens da câmera de segurança é possível ver o momento em que os presos pulam o muro do Fórum, que fica ao lado do CDP.

Inicialmente o secretário de Justiça e Cidadania Luiz Mauro Albuquerque havia confirmado a fuga de seis detentos, mas pelas imagens é possível ver que sete homens pulam o muro.

Fugas

Com esses sete fugitivos desta sexta, chega a 205 o número de presos que fugiram este ano do sistema prisional potiguar.

Em todo o ano de 2016, o RN registrou 373 fugitivos.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

[segurança] Universitários apodienses são assaltados na BR 405, enquanto retornavam de Mossoró

Na noite de ontem (21/06) por volta das 23:10h um dos ônibus que transporta universitário rota Apodi / Mossoró foi alvo de bandidos armados que efetuaram um grande "arrastão" à pertences das vítimas.

Segundo informações o ônibus transitava na BR 405 onde retornava de Mossoró com sentido a cidade de Apodi, quando nas proximidades da comunidade de "Três Maria" o referido ônibus que era conduzido pelo motorista HAMILTON foi interceptado por 01 (um) Automóvel GRAND SIENA BRANCO, os elementos ao se aproximar do ônibus efetuaram 01 (um) disparo de arma de fogo para que veículo parasse. 

Vítimas informaram que três elementos adentraram o ônibus universitário e anunciaram o assalto roubando vários pertencentes dos estudantes (Aparelhos Celulares, Relógios, Cordões de Ouro, Anéis e alianças de Ouro, Notebooks, Dinheiro, Cartões Bancários e Documentos pessoais).

Na semana no dia 13/06 uma Van que transporta passageiros de Apodi / Fortaleza também foi vítima de assaltantes na BR 405, onde em ambas situações os meliantes agiram de forma semelhante.

Fonte: radar